PROTEUS EDUCAÇÃO PATRIMONIAL

PROTEUS EDUCAÇÃO PATRIMONIAL



BLOG VOLTADO PARA A PRESERVAÇÃO DO PATRIMÔNIO CULTURAL - 16 ANOS NO AR

domingo, 20 de novembro de 2011

PALMARES

MATIAS CARDOSO DE ALMEIDA AJUDA 
JORGE VELHO EM PALMARES




Em 6 de abril de 1690 o Arcebispo governador D. Fr. Manuel da Ressurreição, passa a Matias Cardoso de Almeida a Carta Patente do posto de Mestre de Campo e Governador absoluto da guerra conta os índios do Rio Grande.


Nesse início de campanha, Matias Cardoso demonstrava grande confiança em suas armas, chegando a propor ao Arcebispo Governador lutar em Palmares após a derrota dos índios do Ceará e do Rio Grande. D. Frei Manuel da Ressurreição se desculpou em carta de 28 de julho de 1690, dizendo que seria uma injustiça para com Jorge Velho  permitir que ele lutasse contra os negros do quilombo, mas esperava que os dois chefes se unissem para as duas guerras. O Governador acredita que os índios seriam derrotados rapidamente e que então os dois paulistas poderiam acertar a luta contra Palmares.

A verdade é que a luta contra os índios foi mais dura que se esperava e Matias Cardoso teve sérios problemas com suprimentos e pagamento dos seus homens.
(BIBLIOTECA NACIONAL , 1929 V. 10, PÁG. 398-401)



No seu registro de Carta Patente de Mestre de Campo, Manuel Alves de Morais Navarro deixou as seguintes informações sobre a ajuda do Sertanista Mestre de Campo Matias Cardoso de Almeida através de sua pessoa ao Mestre de Campo Domingos Jorge Velho que passava apuros em Palmares por volta de 1691:




“... expedindo o Mestre de Campo Domingos Jorge Velho que assistia na Conquista dos Palmares ao Mestre de Campo Matias Cardoso o soccorresse por lhe terem fugido os soldados que não eram Paulistas com o dito Sargento-maior Manuel Alves de Morais Navarro, o mandou com duas companhias; de que eram capitães Miguel de Godói, e Matias Martins do Prado: ... E chegou o dito Sargento-maior com aquele socorro ao arraial dos Palmares, cento e trinta léguas distante... achou o dito Mestre de Campo  Domingos Jorge Velho com cinco homens somente por lhe haverem fugido todos os índios...”( BIBLIOTECA NACIONAL VOL. 57 PÁG. 84-93)




SE O GOVERNADOR TIVESSE ACEITADO A PROPOSTA O DESTRUIDOR DE PALMARES SERIA MATIAS CARDOSO UM SERTANISTA QUASE ESQUECIDO E QUE NO ENTANTO HAVIA LUTADO CONTRA OS ÍNDIOS DO SUL DO PAÍS, ENTROU ANTES DE FERNÃO DIAS EM MINAS POR CONHECER OS CAMINHOS E PARA PLANTAR ROÇAS. OCUPOU AS TERRAS MINEIRAS DO SÃO FRANCISCO COM FAZENDAS E LUTOU CONTRA OS ÍNDIOS DO CEARÁ ALÉM DE AJUDAR JORGE VELHO NA SUA LUTA CONTRA OS NEGROS DE PALMARES.



Nenhum comentário:

Postar um comentário