PROTEUS EDUCAÇÃO PATRIMONIAL

PROTEUS EDUCAÇÃO PATRIMONIAL



BLOG VOLTADO PARA A PRESERVAÇÃO DO PATRIMÔNIO CULTURAL - 16 ANOS NO AR

segunda-feira, 25 de novembro de 2013

TEXTO - EDUCAÇÃO PATRIMONIAL - O SER


O SER

Autor; Carlos Henrique Rangel

 

Onde tem gente tem cultura transplantada, recriada, reconstruída, adaptada, inovada e novamente criada.


Onde tem cultura tem bens culturais: materiais e imateriais produzidos pelo Homem para viver e sobreviver no mundo que o cerca.


Todo lugar de Homem... De muitos Homens produz cultura.


O Ser é fruto  e construção  de outros seres.

 
Somatória, complemento, continuidade.


Cada Ser Humano carrega em si o seu mundo e para onde for, onde estiver, sua família, sua rua, sua igreja, sua praça, seu bairro, sua crença, sua terra, lá estarão.


Cada ser humano carrega em si o seu mundo e sua cultura e é direta e indiretamente transmissor, reprodutor, inovador e criador de cultura.

 
Cada Ser é um representante vivo de sua cultura. Do seu Patrimônio.


Cada Ser Humano é um ser plural. O produto de uma cultura diversa e rica. De um modo de ser, fazer e viver.

 
Cada Ser importa.

 
O que o Homem é está no passado, no presente e nos espaços que o rodeiam.

 
O Homem é influenciado pelos lugares e pelos outros seres humanos. O que ele é aprendeu e construiu com os outros e guarda em sua memória e em suportes.

 
É por isso que o Homem guarda coisas. As coisas falam. Fazem com que se lembre do que aconteceu no passado e que precisa para continuar.

 
Alguns “bens”, falam só para um indivíduo ou para a sua família.

Falam de coisas que vivenciou e de coisas e seres que quer lembrar.


Há outros bens que falam para o grupo/comunidade/nação e transmitem o conhecimento que necessitam para que possam sobreviver com dignidade e autoestima.


Esses são os “bens culturais”, produtos do processo cultural de um grupo e que são importantes não por serem históricos artísticos ou arquitetonicamente únicos, mas por que são essencialmente suportes da memória do Homem.

 
O valor de um bem cultural está nessa capacidade de “falar” ao grupo tanto coletivamente como individualmente. Está impregnado de lembranças e dá sentido ao grupo e o diferencia de um outro grupo.

 
Esse bem só terá sentido para um grupo se for um suporte vivo de lembranças.

Esse bem precisa estar vivo no cotidiano do grupo para realmente falar a esse grupo.

 
Preservar os bens culturais materiais e ou imateriais de um grupo é manter a identidade deste grupo garantindo a sua continuidade. Mas isso só será possível se esse grupo continuar a “ouvir as vozes” dos bens culturais.

 
Ninguém nasce sabendo cultura e sempre será necessário ensinar o respeito às coisas que falam para podermos ouvir. É preciso romper a miopia cultural e aprende a escutar o que os lugares e os suportes da memória têm a dizer.

 
Só respeito o que conheço. Só preservo o que significa algo. Só protejo o que é caro à minha memória e sobrevivência.


 

Nenhum comentário:

Postar um comentário