PROTEUS EDUCAÇÃO PATRIMONIAL

PROTEUS EDUCAÇÃO PATRIMONIAL



BLOG VOLTADO PARA A PRESERVAÇÃO DO PATRIMÔNIO CULTURAL - 16 ANOS NO AR

sábado, 9 de abril de 2011

FUNDO MUNICIPAL DE PRESERVAÇÃO DO PATRIMÔNIO CULTURAL

Desterro do Melo: Imagem sacra tombada é restaurada com recursos do FUMPAC na Zona da Mata mineira




O município de Desterro do Melo, na Zona da Mata mineira, está resgatando uma das mais importantes obras de arte sacra do acervo da cidade. A imagem do Divino Espírito Santo, obra tombada pelo município pertence à Igreja Matriz de Nossa Senhora do Desterro (edificação também tombada, em nível municipal). A restauração está sendo realizada no Laboratório de Conservação e Restauração de Bens Culturais em Juiz de Fora através de uma parceria da Prefeitura Municipal com a Paróquia de Nossa Senhora do Desterro. O procedimento é coordenado pelo Conselho Municipal do Patrimônio Cultural e financiado com recursos do Fundo Municipal de Preservação do Patrimônio Cultural – FUMPAC, instituído pela atual administração municipal.

A parceria da Paróquia, através do Pe. Sabino, e comunidade, através dos conselhos da Paróquia e do Patrimônio Cultural tem sido fundamental para o planejamento da política municipal de preservação do patrimônio. Como conta a Chefe da Equipe Técnica do Patrimônio Cultural, Cristiane Pinheiro Luna “Já estamos sonhando e planejando outros investimentos como a restauração de outros bens móveis e integrados que compõem o acervo da Matriz que conta com obras de escultura do Mestre Santa Bárbara e pinturas de Antônio Porfírio, dois dos importantes artistas sacros da Zona da Mata”. A entrega da imagem do Divino Espírito Santo está prevista para setembro, por ocasião da 3ª edição da Jornada Mineira do Patrimônio Cultural, quando a comunidade receberá de volta seu bem cultural que tem grande valor cultural, assim como grande sentido devocional.


AÇÃO EDUCATIVA
A ação educativa empreendida pelo município é um grande salto na política de preservação do patrimônio cultural na cidade. O Professor Danilo Amaral, membro do Conselho Municipal do Patrimônio Cultural, atua como professor de Patrimônio Cultural nas escolas do município. O professor reconhece a importância de sua função ao constatar que infelizmente nem todos os administradores tem a visão da importância de manter um profissional exclusivo para trabalhar com educação patrimonial, durante todo o ano. “Aqui em Desterro do Melo fazemos da educação patrimonial um processo sistemático e permanente de fato. A preservação do patrimônio deve ser buscada constantemente” analisa o professor.
Essa ação é um bom exemplo da necessidade de unir dimensões importantes da política de municipalização da proteção do patrimônio empreendida pelo estado de Minas Gerais através do IEPHA: a proteção, a conservação e a educação. O restaurador Valtencir Almeida dos Passos, especialista em restauração pelo CECOR-UFMG, que está executando o restauro, ressalta que além da conservação física da obra, que está sendo realizada de acordo com os critérios técnicos e científicos da Ciência da Conservação e com o pleno acompanhamento dos conselheiros, a equipe está preparando uma ação educativa sobre a execução do procedimento de restauro. “É preciso aproximar cada vez mais a comunidade das ações de preservação do patrimônio local, sobretudo dos bens tombados. A restauração é uma oportunidade de resgatar os valores de uma obra e principalmente de conscientizar e mobilizar a sociedade” reflete o restaurador.
Fonte: Assessoria de Comunicação / Conselho Municipal do Patrimônio Cultural / Prefeitura Municipal de Desterro do Melo.

Fotos: Cristiane Pinheiro Luna.

Nenhum comentário:

Postar um comentário