PROTEUS EDUCAÇÃO PATRIMONIAL

PROTEUS EDUCAÇÃO PATRIMONIAL



BLOG VOLTADO PARA A PRESERVAÇÃO DO PATRIMÔNIO CULTURAL - 16 ANOS NO AR

quinta-feira, 5 de maio de 2016

EXPEDIÇÕES AO SERTÃO MINEIRO


DATA

SERTANISTAS PARTICIPANTES
1554
Francisco Bruza Espinosa aventurou-se pelo sertão acompanhado pelo Padre da Ordem Jesuíta, João de Aspilcueta Navarro, e doze homens brancos.
1570
João Coelho Soares percorreu durante três anos o sertão “das cabeceiras do Paraguaçu” falecendo no interior da colônia. O Capitão-mor e governador da conquista e descobrimento do Rio São Francisco, Gabriel Soares de Souza – em 1591, comandou uma expedição formada por 360 brancos e 200 índios, que deveria chegar nas cabeceiras do Rio São Francisco até a mística “Lagoa Dourada.”
1573
A expedição de Sebastião Fernandes Tourinho, também tendo como ponto de partida o arraial de Porto Seguro, chegou ao Rio Doce, retornando dessa região com notícias sobre pedras esverdeadas.
1591
O Capitão-mor e governador da conquista e descobrimento do Rio São Francisco, Gabriel Soares de Souza – comandou uma expedição formada por 360 brancos e 200 índios, que deveria chegar nas cabeceiras do Rio São Francisco até a mística “Lagoa Dourada.”
14 de outubro de 1597
Martim de Sá comandou uma expedição composta de 700 portugueses e 2.000 índios, que partindo em canoas do Ria de Janeiro para Parati, se embrenhou pelo sertão chegando aos campos da atual cidade de Maria da Fé, Vale do Lourenço Velho e Itajubá.

Século XVII
Seguindo os passos de Fernandes Tourinho, Marcos de Azevedo partiu do Espírito Santo, chegando ao Rio Doce e à Barra do Suaçuí. Após atravessar uma lagoa, encontrou a região das esmeraldas de onde extraiu as pedras que enviou à Coroa Portuguesa.
1643
Expedição de João Pereira.
1655
Expedição de Álvaro Rodrigues.
1668
Expedição de Lourenço Castanho Taques e sua Bandeira consolidaram os caminhos para o sertão mineiro.
Anterior a 21 de julho de 1674
Com seus cento e vinte (120) índios, munições e armas, o Capitão-mor Matias Cardoso partiu de São Paulo antes do chefe - Fernão Dias.
1674
No dia vinte e um (21) de julho de 1674, Fernão Dias partiu para o sertão com quarenta (40) homens brancos, indo ao encontro da tropa de Matias Cardoso de Almeida que partira pouco tempo antes para plantar roças.
Antes de 1694
Antônio Rodrigues Arzão - que buscava o Pico do Itacolomi chegou à Serra do Brigadeiro e ao Rio Casca, onde descobriu ouro e encontrou indígenas hostis, além da febre, que dizimou boa parte do seu efetivo. A referida expedição, ajudada pelos índios Puris, partiu para o Espírito Santo, retornando mais tarde a São Paulo.
1694
Bartolomeu Bueno de Siqueira e seu sócio - Miguel Garcia - partiram em abril de 1694, para Itaverava.
1695
Em 1695, o Coronel Salvador Fernandes Furtado de Mendonça chegou a Itaverava, associando-se a Miguel Garcia. Um ano depois, este sertanista descobriu o Ribeirão do Carmo, rico em ouro coberto por granito, chamado Ouro Preto.
1698
Antônio Dias de Oliveira descobre ouro na região de Ouro Preto, marcando o início da corrida para as Minas.
Expedições ao Sertão Mineiro. 
Fonte: Diversas. IEPHA/MG. 
Elaboração: Carlos Henrique Rangel.

EXPEDIÇÕES DE MATIAS CARDOSO DE ALMEIDA

DATA

EXPEDIÇÃO

SERTANISTAS PARTICIPANTES
Anterior a 21 de julho de 1674
Bandeira de Fernão Dias Paes Leme
Matias Cardoso de Almeida, Bartolomeu da Cunha Gago, Manoel de Borba Gato, Antônio Gonçalves Figueira e Antônio do Prado dentre outros.
19 de março de 1681
Expedição de Dom Rodrigo Castelo Branco
Matias Cardoso de Almeida, Estevão Sanches de Portes, Manuel Cardoso de Almeida, Domingos do Prado, Jeronimo Cardoso, Francisco Cardoso, João Dias Mendes e André Furtado de Mendonça,Antônio de Siqueira Mendonça, Pedro da Rocha Pimentel e outros paulistas.
1684
Expedição contra os índios da Bahia
Prováveis participantes: Matias Cardoso de Almeida, Domingos Soares de Albuquerque, Mateus Furtado, João Cardoso de Almeida, José de Albuquerque, Matias de Albuquerque, Vigário Antônio Furtado, Domingos de Figueiredo Calheiros, Manoel de Aguiar de Corte, Pedro Andrade Pereira, Francisco Teixeira Cabral, Francisco Martins (ou Muniz) Pereira, Custódio Barbacena (ou Barbosa) Villas Boas, Francisco de Lima Pinto, Capitão Manoel Soares Pereira, Sargento-mor Domingos Pires de Carvalho, Domingos Escórcio, João de Almeida, Salvador Cardoso, Matias Rodrigues e o Sargento-mor Francisco Pires de Carvalho.
1690/1694
Guerra contra os Bárbaros do Rio Grande do Norte e Ceará
Matias Cardoso de Almeida, Manoel Alves de Morais Navarro, João Amaro Maciel, Miguel de Godoi de Vasconcellos, João Pires de Brito, João de Godoi Moreira, Diogo Rodrigues da Silva, João Freire Farto, Amaro Homem de Almeida e Matheus de Prado, Manuel da Motta Coutinho, Antônio Fernandes da Silva, Bartholomeu do Prado, Matias Martins do Prado e o Padre João Leite de Aguiar.
Fonte: Diversas. IEPHA/MG. 
Elaboração: Carlos Henrique Rangel.

VEJA TAMBÉM:








Nenhum comentário:

Postar um comentário